Boletim da BE

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

NOVIDADES

O Símbolo Perdido





Fúria Divina
Caim
A terra das ameixas verdes



SUGESTÕES DE LEITURA


Cartas de amor de
gente famosa



A vida num sopro





Cabo da Boa Esperança




A menina que
nunca chorava

AUTOR DO MÊS

Galileu Galilei, físico italiano, nasceu a 15 de Fevereiro de 1564, na cidade de Pisa.
Inicialmente estudante de Medicina, em Pisa, abandonou o curso para estudar Física e Matemática.
Prosseguindo as suas experiências, no campo da mecânica aplicada, Galileu inventou uma balança hidrostática, sobre a qual escreveu um tratado, que terminou por atrair a atenção do grão-duque da Toscana, Fernando de Medici. Isto valeu-lhe, em 1589, a nomeação para lente de Matemática da Universidade de Pisa. Três anos mais tarde, o cientista transferiu-se para Pádua, onde, ainda sob a protecção de Fernando de Medici, assumiu a Cátedra de Matemática. Nesta cidade, Galileu viveu dezoito anos, e aí realizou a parte mais importante de sua obra: a formulação das leis do movimento dos corpos em queda livre e dos projécteis, e a defesa do sistema heliocêntrico do Universo. Em ambos os casos, foi contra as doutrinas oficiais da época - que se baseavam nas concepções do filósofo grego Aristóteles - atraindo, com isso, a ira dos doutores da Igreja.
Em 1610, publicou um livro intitulado “Sidereus nuncius” (Mensageiro das Estrelas), nele descrevendo algumas de suas observações com a luneta. Em primeiro lugar, verificara que "a superfície da Lua não é perfeitamente lisa, livre de desigualdades, nem exactamente esférica, como considerava uma extensa escola de filósofos com respeito à Lua e aos demais corpos celestes…”. O Mensageiro das Estrelas prosseguia narrando a descoberta de milhares de outras estrelas, além das observáveis a olho nu, e trazia no término uma revelação sensacional: "Fica a questão que se me afigura ser tida como a mais importante desta obra, isto é, a de eu revelar e publicar ao mundo o momento da descoberta e observação de quatro planetas nunca vistos, desde o começo do mundo até nossos dias". Galileu havia descoberto quatro luas de Júpiter.
A grande contribuição de Galileu, portanto, foi ter dado o devido peso ao papel da observação experimental na ciência. Para ele, a experiência constitui a principal etapa do trabalho científico. Mas é necessário ir mais além, buscando, pelo raciocínio, o caminho que permitirá a generalização das leis empíricas. E foi a aquisição dessa nova maneira de interpretar os factos que permitiu o nascimento da ciência moderna. Com a publicação dos "Diálogos sobre os Dois Grandes Sistemas do Mundo", em 1631, a Inquisição leva-o a tribunal, onde é obrigado, em 1633, a renunciar à ideia da Terra girar em torno do Sol. É condenado, em 22 de Junho de 1633, a prisão perpétua, que cumpre na sua casa de Florença, e à repetição semanal dos sete salmos penitenciais durante 3 anos.


Fontes:
-Enciclopédias na Biblioteca
-
http://br.geocities.com/saladefisica9/biografias/galileu.htm
-http://web.educom.pt/fq/biografia/galileu.htm