Boletim da BE

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

DIA DA BIBLIOTECA ESCOLAR

 Dia da Biblioteca Escolar - 22 de outubro 

Hoje, a nossa biblioteca está em festa, celebra-se o seu dia.

Aqui vos deixamos este lindo texto da autoria da aluna Inês Limpo, do 11º ano, turma B, como forma de homenagear este fantástico espaço de leitura:

“O livro é uma janela pela qual nos evadimos”

Final do dia, o cansaço acumulado a libertar-se pelos poros sob ondas violentas de suor e pelos olhos sob maremotos de incontroláveis lágrimas salgadas que se difundem sem tempo de secar.
Tudo parece errado e fora do lugar, a nossa vida está um autêntico caos e não apresenta sinais de estar prestes a melhorar. Sentimo-nos sós, desamparados, com vontade de esquecer tudo, até mesmo a nossa própria existência. A pergunta inevitável é, então: o que fazer? Há quem se refugie no álcool, tabaco, café, calmantes, chocolate ou mesmo banhos de gelo. Quanto a mim procuro conforto no meu livro preferido.
Sento-me no meu cadeirão baloiçante, sinfonias de violoncelo e piano a ecoar pelo quarto figurando como música ambiente, o meu pijama de risquinhas a envolver-me o corpo e é aí que o meu livro predileto entra em ação. Desde que o adquiri, os meus olhos já percorreram as suas páginas tantas vezes que poderia dizer de cor o conteúdo de cada parágrafo.
Como se de magia se tratasse, cada músculo do meu corpo acaba por relaxar ao longo da minha leitura, sinto-me em casa, na minha zona de conforto. Vivo intensamente todos e qualquer sentimento das personagens por mais diversificados que sejam. Rio, choro, arrepio-me, fico feliz, frustrada e por vezes até mesmo indignada com o enredo dos meus livros, mas de todas as vezes sinto-me realmente inserida na história como se da minha sina se tratasse. Refugio-me de tal forma na trama do meu livro que me chego a surpreender com a facilidade com que me sinto ligada e próxima das personagens.
Os livros são, sem sombra de dúvida, a forma mais fácil e eficaz de nos evadirmos de nós mesmos e do mundo circundante. Com os seus universos de conhecimento e lições de vida estão sempre prontos para nos surpreender, deliciar e transportar para um mundo onde somos apenas aquilo que queremos ser. Como moeda de troca pedem apenas uma ação: ler.

Sem comentários :

Enviar um comentário