Boletim da BE

AUTORES





 
Maria João Lopo de Carvalho


 
Biografia

Maria João Mendonça Lopo de Carvalho é uma empresária e escritora portuguesa.

Nascida em 1962, em Lisboa, licenciou-se em línguas e literaturas modernas na Universidade Nova de Lisboa, em 1985. Foi professora de Português e de Inglês do ensino público e privado, entre 1985 e 1989 e, novamente, de 1992 a 1995. Em 1989, fundou a Know How, dedicada à edição de livros e ao ensino de Inglês para crianças, entre outras actividades para escolas públicas e privadas, em regime extracurricular. Foi também copy-righter na agência de publicidade McCann Erickson, de 1999 a 2001, assessora no Gabinete de Vereação da Educação Social do Município de Lisboa, de 2002 a 2005, e responsável pelos programas de solidariedade da Swatch, em 2004 e 2005  (Ajuda de BerçoFundação do Gil, entre outros). Em 2008 foi cofundadora da Know How Angola e da IPSS Know How - Aprende a Brincar, dedicada à acção social. Responsável pelo Guia da Criança, directório exaustivo de todas as atividades para crianças na cidade de Lisboa, em 1994 e 1995, publicou vários livros infantis — entre eles, O herói sou eu  (2007),Que bicho te mordeu  (2007) e A minha mãe é a melhor do Mundo  (2005). Os seus romances Acidentes de percurso  (2001) e Virada do avesso  (2000), ambos best-sellers, inscreveram o seu nome na literatura pop, tendo publicado depois Adopta-me  (2004), onde aborda a pobreza infantil nos subúrbios de Lisboa.        

Estreou-se no romance histórico em 2011 com o best-seller Marquesa de Alorna. Colaborou também com a imprensa, como cronista das revistas Pais & Filhos  (1994), Xis  (2000), GQ  (2000-2001) e Vidas  (2004) e nos jornais Expresso  (2002) e Diário de Notícias  (2004). Assina desde 2010 a rubrica «Na 1ª pessoa - sugestões de leitura».

É filha do escritor neorrealista Fausto Lopo Caroça de Carvalho e neta do médico Fausto Lopo de Carvalho.



 
Livros





 
·         2000 - Virada do avesso (Oficina do Livro)

·         2001 - Acidentes de Percurso (Oficina do Livro)

·         2004 - Adopta-me (Oficina do Livro)

·         2005 - Palavra de Mulher (Oficina do Livro)

·         2006 - A Minha Mãe é a Melhor do Mundo (Oficina do Livro)

·         2006 - Bons Garfos, Más Línguas (Oficina do Livro)

·         2007 - Que bicho te mordeu? (Oficina do Livro)

·         2007 - A Princesa que Eu Sou (FNAC)

·         2007 - Eu tenho Superpoderes (FNAC)

·         2007 - O dia dos meus anos (FNAC)

·         2007 - Sou um campeão (FNAC)

·         2007 - O melhor Natal do Mundo (FNAC)

·         2009 - Bebé XXS (A favor da Associação de Apoio aos Bebés Prematuros)

·         2009 - Animais à Solta (Porto Editora)

·         2009 - Um Menino Diferente (A favor da Ajuda de Berço) (Porto Editora)

·         2009 - Salpicos I, II, III e IV: Manuais de Aprendizagem de Português para crianças estrangeiras (3 aos 12 anos) (Instituto Camões/Lidel)

·         2009 - Mariazinha - A Contadora de Histórias (A Favor da Associação Entre Numa Vaquinha De Sonho e Ajude a Construir uma Casa de Verdade)

·         2009 - Coleção 7 Irmãos (em parceria com Margarida Fonseca Santos): Maria - Os Segredos da Irmã Mais Velha (Oficina do Livro)

·         2009 - Coleção 7 Irmãos (em parceria com Margarida Fonseca Santos): Miguel Nunca Desiste (Oficina do Livro)

·         2009 - Colecção 7 Irmãos (em parceria com Margarida Fonseca Santos): Mónica - A Maria Rapaz (Oficina do Livro)

·         2010 - English is Fun I, II e III - Manuais escolares de inglês para o Ministério da Educação de Timor (Lidel)

·         2010 - Coleção 7 Irmãos (em parceria com Margarida Fonseca Santos): Maria Atravessa o Atlântico (Oficina do Livro)

·         2010 - Coleção 7 Irmãos (em parceria com Margarida Fonseca Santos): Mariana e Manuel - Gémeos em Sarilhos (Oficina do Livro)

·         2011 - Coleção 7 Irmãos (em parceria com Margarida Fonseca Santos): Miguel Contra-Ataca (Oficina do Livro)

·         2011 - Coleção 7 Irmãos (em parceria com Margarida Fonseca Santos): Os Gémeos Numa Curva do Caminho (Oficina do Livro)

·         2011 - Marquesa de Alorna (Oficina do Livro)

·         2011 - Picante - Histórias que Ardem na Boca (em parceria com Alice Vieira, Catarina Fonseca, Leonor Xavier, Maria do Rosário Pedreira e Rita Ferro) (Leya/Casa das Letras)

·         2012 - Colecção 7 Irmãos (em parceria com Margarida Fonseca Santos): Margarida Muda de Escola (Oficina do Livro)

·         2012 - Coleção 7 Irmãos (em parceria com Margarida Fonseca Santos): Uma Família Fantástica (Oficina do Livro)

·         2012 - Coleção 7 Irmãos (em parceria com Margarida Fonseca Santos): E agora, Rafa? (Oficina do Livro)

·         2012 - Coleção 7 Irmãos (em parceria com Margarida Fonseca Santos): Sozinhos em Casa (Oficina do Livro)

·         2012 - As Cinco Quinas: A Grande Revelação (book.it)

·         2012 - As Cinco Quinas: O Segredo do Conde da Faia (book.it)

·         2012 - As Cinco Quinas: Metidos em Sarilhos (book.it)

·         2012 - As Cinco Quinas: O Mistério da Casa nº5 (book.it)

·         2012 - As Cinco Quinas: Uma Amizade Suspeita (book.it)

·         2012 - As Cinco Quinas: Um Colégio Novo (book.it)

·         2013 - Coleção 7 Irmãos (em parceria com Margarida Fonseca Santos): A Madalena e Eu (Oficina do Livro)

·         2013 - Coleção 7 Irmãos (em parceria com Margarida Fonseca Santos): Mónica e Mariana - Irmãs e Rivais (Oficina do Livro)

·         2013 - Padeira de Aljubarrota (Oficina do Livro)











janeiro de 2015


Álvaro Magalhães




(Porto, 1951)

Começou por publicar poesia no início dos anos 80. Em 1982 publicou também o seu primeiro livro para crianças, História com muitas letras, tendo construído desde então nessa área uma obra singular e que integra conto, poesia, narrativas juvenis e textos dramáticos.

       As suas obras para a infância, onde reina a força do imaginário e da palavra, são o produto de uma sensibilidade espiritualizada que reivindica a totalidade mágica da existência e apelam permanentemente à imaginação e ao sonho, como factor poderoso de modelação do ser. Jogando com palavras, conceitos e sons, alguns desses textos são autênticas provocações que estimulam o leitor para a leitura do insólito e do banal através dos códigos do humor e da «razão» poética e têm o que alguém classificou como «uma dimensão universalista que é verdadeira provocação ao raciocínio e à pesquisa de leituras mais fundas.»

Posteriormente, acrescentou à sua obra a série Triângulo Jota de narrativas de mistério e indagação e que já cativou um milhão de leitores. Embora a acção dessas histórias seja por vezes vertiginosa, constitui-se como palco para o teatro dos sentimentos e as personagens, expurgadas de infantilidade e artificialismo, são construídas a partir do espaço e do tempo da sua consciência e não pela sua esfera de acção, o que as torna reconhecíveis. A perfeição estrutural dos enredos, um uso peculiar do fantástico e uma «visualidade» quase cinematográfica, são algumas das qualidades dessas e de outras obras narrativas de sua autoria.

Considerado um dos mais importantes escritores da sua geração, pela originalidade e singular irreverência, foi várias vezes premiado pela Associação Portuguesa de Escritores e Ministério da Cultura, bem como pelo IBBY, que distinguiu O Limpa-palavras e outros poemas como o melhor texto publicado em 2000 e 2001, integrando-o na Honour List do Prémio Hans Cristian Anderson de 2002.


Centro de Documentação de Autores Portugueses

10/2004







dezembro de 2014


PATRICK MODIANO

O maior escritor francês depois de Proust.
 Le Nouvel Observateur


Nascimento: 30 de julho de 1945 (69 anos), 

Boulogne-Billancourt, França 

Cônjuge: Dominique Zerhfuss (desde 1970) 

Filhas: Marie Modiano, Zina Modiano 

Prémios: Nobel de Literatura, Prix mondial Cino Del Duca 

Filmes: Lacombe Lucien, Viagem do Coração 



 É um escritor de Paris, pertencente à antiga linhagem dos que encaram a própria cidade como personagem. Mas Patrick Modiano, nascido em Boulogne-Billancourt - município a sudoeste da capital francesa - tem na sua história familiar outras influências. 
Filho de um judeu italiano e de mãe belga, que se conheceram na Paris ocupada da II Guerra Mundial, Patrick veio ao mundo nesse rescaldo, no ano em que a guerra acaba, e a sua infância confronta-se com a ausência do pai e as frequentes viagens da mãe, atriz. Tal circunstância leva-o a receber apoio estatal para acabar o liceu. 
Duas grandes referências surgem neste período: o irmão, Rudy, que morre aos 10 anos e a quem Modiano dedica os seus livros entre 1967 e 1982; e o escritor Raymond Queneau, de quem o ainda estudante recebe lições de geometria e ao lado de quem mergulha na literatura e nos meandros do mundo literário parisiense. É graças a Queneau que Modiano trava conhecimento com as Edições Gallimard, que, mais tarde, viriam a publicar o seu primeiro romance, "La Place de l'Étoile", em 1968. A partir de então, a escrita tornar-se-ia a sua vida.



Da sua vasta obra, destacamos : 
La Place de l'Étoile (1968) 
La Ronde de nuit (1969) 
Les Boulevards de ceinture (1972) (Grand prix du roman de l'Académie française); 
Lacombe Lucien (1974); Roteiro coescrito com Louis Malle; 
Livret de famille (1977) Rue des boutiques obscures (1978) (Prix Goncourt); 
Une Jeunesse (1981) 
Memory Lane De si braves garçons (1982) 
Vestiaire de l'enfance (1989) 
Voyage de noces (1990) 
Fleurs de Ruine (1991) 
Chien de printemps (1993) 
Du plus loin de l'oubli (1995); 
Dimanches d'août (1986) 
Catherine Certitude (1988) (Ilustrado por Sempé); 
Remise de Peine (1988) 
Dora Bruder (1997); 
Des inconnues (1999) 
La Petite Bijou (2001) 
Accident nocturne (2003) 
Un pedigree (2004) 
 Dans le café de la jeunesse perdue (2007) 
L'Horizon (2010) 
L'Herbe de nuit (2012) 
Pour que tu ne te perdes pas dans le quartier (2014) 
Em Portugal, o seu romance mais recente é O Horizonte, publicado em 2010. 
Também por cá, Modiano editou outras obras, como No Café da Juventude Perdida (2009), 
Um Circo que Passa (1994), 
Domingos de Agosto (1988) e A Rua das Lojas Escuras (1988). 

Fontes: 
http://pt.wikipedia.org/wiki/Patrick_Modiano (com adaptações)
Ler mais: http://expresso.sapo.pt/mas-quem-e-afinal-patrick-modiano=f892986#ixzz3KAzfu5df (com adaptações)





























Mês de janeiro 2014


NELSON MANDELA





Nelson Mandela: líder sul-africano que lutou contra o Apartheid

Nelson Rolihlahla Mandela nasceu a 18 de julho de 1919, na cidade de Qunu (África do Sul) e faleceu em 5 de dezembro de 2013. Formado em Direito, foi presidente da África do Sul entre 1994-1999.
Ainda jovem, Mandela destacou-se na luta contra o regime do apartheid e foi   condenado a prisão perpétua por defender o fim da segregação racial no país.

Na prisão, continuou a organizar e incentivar a luta, tendo recebido apoios de vários segmentos sociais nacionais e internacionais.

Perante as pressões internacionais, foi libertado após 26 anos e, posteriormente, tornou-se o primeiro presidente negro do seu país.

Como reconhecimento da sua vida de luta pelos direitos sociais foi-lhe atribuído o prémio Nobel da Paz em 1993.





Algumas frases de Nelson Mandela
-“Sonho com o dia em que todas as pessoas se levantem e compreendam que os homens foram feitos para viverem como irmãos.”
-“Uma boa cabeça e um bom coração formam uma combinação formidável.”
-“A luta é a minha vida. Continuarei a lutar pela liberdade até ao fim dos meus dias.”

-“A educação é a arma mais forte que se pode usar para mudar o mundo.”





Mês de novembro2013


PROFESSOR DOUTOR MACHADO CAETANO








Professor Doutor Machado Caetano nasceu em Vale de Vargo, no concelho de Serpa, a 5 de setembro de 1935. Com apenas três anos, rumou com a família para Évora, onde passou a infância e a adolescência e fez os seus estudos primários e liceais. Terminado o curso liceal, foi para Lisboa estudar Medicina. Foi o melhor aluno do seu curso, que concluiu em 1960.

Apresentam-se, a seguir, mais alguns dados da sua extensa e riquíssima biografia:



 Professor Catedrático Jubilado da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa e do ISPA (Instituto Superior de Psicologia Aplicada), onde é membro do Conselho Consultivo.

• Diretor Técnico do Laboratório de Patologia Clínica MEDICIL
1997 –  Presente  (16 anos)  Lisboa e Região, Portugal

• Sócio gerente Medicil (Grupo ICIL)
1987 –  Presente  (26 anos)  Portugal

• Sócio Gerente Solid Phase, Gestão e Consultoria Lda
1998 –  Presente  (15 anos)  Portugal

• Core Business:
              Gestão de Recursos Humanos na área da Saúde Consultoria em Saúde

• Chefe Repartição de Saúde
   Direção Saúde Exército Português
2002 –  Presente  (11 anos)  Lisboa

• Diretor do Projeto nº 3 - SAÚDE, Cooperação Técnico Militar com Angola
MDN
2013 –  Presente  (menos de um ano)  Portugal e Angola

• Diretor de Projeto na Área da Saúde no âmbito da Cooperação Técnico Militar com as Forças Armadas Angolanas

• NAB - Consultor Nutricional Herbalife Portugal
2007 –  Presente  (6 anos)

• Criou e foi Coordenador da Associação Lusotransplante e membro da Comissão Nacional de Diálise e Transplantação.

Foi ainda:

•   Fundador e 1º Presidente da Sociedade Portuguesa de Imunologia;

• Membro do Conselho de Curadores da Fundação Portuguesa “A Comunidade Contra a SIDA”;

•  Membro do Conselho de Luta Contra a Droga e Toxicodependência em representação do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas;

• Membro, desde 1985, do Grupo de Trabalho da SIDA, tendo sido Coordenador Nacional de Luta contra a SIDA, em 1992;

• Vice-Presidente da Fundação Europeia de Imunogenética e durante vários anos membro do “Aids Research Party”, no Conselho da Europa.

 No âmbito dos seus trabalhos de investigação, destaca-se a descoberta dos antigénios de transplantação nas plaquetas sanguíneas.

• Recebeu duas condecorações da Cruz Vermelha Portuguesa, pela sua atividade no incremento da Transplantação Renal, em Portugal.

• Pelo seu trabalho no campo das Ciências Médicas, com relevo para a SIDA, foi agraciado em 1993, por Sua Excelência o Presidente da República, com o Grau de Grande Oficial da Ordem de Santiago de Espada.


Fontes:
http://bibliotecaddj.blogspot.pt/2010/05/professor-doutor-machado-caetano.html (última consulta em outubro de 2013);
LinkedIn;
- Mais Alentejo, junho de 2013.






Mês de maio

Neste mês dedicado à ALEGRIA, homenageamos:

Ludwig van Beethoven

       

      Nasceu a 16 de dezembro de 1770, em Bona, Alemanha. Morreu de pneumonia a 26 de março de 1827, com 57 anos de idade.
     É o génio musical revolucionário entre o Classicismo e o Romantismo. Criou um universo musical inconcebível até então, sobretudo com as suas novas sinfonias, mas também com concertos, música para piano e de câmara.
     Surgiram os primeiros sintomas da sua doença - a surdez, em 1796, quando estava de volta de uma série de concertos. Escondeu o problema de todos. Só dez anos depois, em 1806, é que revelou o problema, numa frase anotada nos esboços do Quarteto nº. 9: "Não guardes mais o segredo de tua surdez, nem mesmo na tua arte!".
     Condições de vida adversa (progressiva surdez, pobreza permanente, depressões, alcoolismo) e o compromisso com as ideias humanitários da Revolução Francesa, converteram-no no protótipo do génio e num titã da música.

«O meu reino está no ar, como o vento, assim se agitam as notas, assim se agita muitas vezes a minha alma».
                                                     Ludwig van Beethoven
















Composta entre os anos de 1818-24, a “Nona” foi mostrada pela primeira vez ao público no mesmo ano da sua conclusão. Uma vez assimilado o impacto inicial, esta obra foi aos poucos ganhando projeção na Europa e no Novo Mundo, tornando-se ao longo do século XX  obra obrigatória no repertório de qualquer grupo que se pretenda intitular como “orquestra sinfónica”.




 Hino da alegria







Mês de abril

   Neste mês de abril em que celebramos a FELICIDADE, homenageamos:



JEAN-JACQUES ROUSSEAU

Escritor e Filósofo 

A espécie de felicidade de que preciso não é fazer o que quero, mas não fazer o que não quero.


Data e Local de nascimento
28 de junho de 1712, Genebra (Suíça)


Data e local da morte
02 de julho de 1778, Ermenonville (França)


Jean-Jacques Rousseau foi um importante filósofo, teórico político, escritor e compositor autodidata suíço. 
É considerado um dos principais filósofos do iluminismo e um precursor do romantismo.




Principais obras:

·         Discurso Sobre as Ciências e as Artes
·         Discurso Sobre a Origem da Desigualdade Entre os Homens
·         Do Contrato Social
·         Emílio, ou da Educação
·        Os Devaneios de um Caminhante Solitário











Mês de março


Neste mês de março em que celebramos a PAZ, homenageamos Nelson Mandela.





Nelson Mandela: líder sul-africano que lutou contra o apartheid

Nelson Rolihlahla Mandela nasceu a 18 de julho de 1919, na cidade de Qunu (África do Sul). Formado em direito, foi presidente da África do Sul entre 1994-1999.
            Ainda jovem, Mandela destacou-se na luta contra o regime do apartheid e foi    condenado a prisão perpétua por defender o fim da segregação racial no país.
           Na prisão, continuou a organizar e incentivar a luta, tendo recebido apoios de vários segmentos sociais nacionais e internacionais.
           Perante as pressões internacionais, foi libertado após 26 anos e, posteriormente, tornou-se o primeiro presidente negro do seu país.
          Como reconhecimento da sua vida de luta pelos direitos sociais foi-lhe atribuído o prémio nobel da paz em 1993.




Algumas frases de Nelson Mandela


-“Sonho com o dia em que todas as pessoas se levantem e compreendam que os homens foram feitos para viverem como irmãos.”


-“Uma boa cabeça e um bom coração formam uma combinação formidável.”


-“A luta é a minha vida. Continuarei a lutar pela liberdade até ao fim dos meus dias.”




-“A educação é a arma mais forte que se pode usar para mudar o mundo.”


   Mês de fevereiro

     Neste mês em que celebramos o AMOR, decidimos homenagear esta grande poetisa portuguesa que tanto nos encantou e continua a encantar com os seus poemas de amor.
      
FLORBELA ESPANCA

       
       Nasceu em Vila Viçosa, no dia 8 de Dezembro de 1894 e faleceu em Matosinhos, no dia 8 de Dezembro de 1930.
     A sua vida, de apenas trinta e seis anos, foi plena, embora tumultuosa, inquieta e cheia de sofrimentos íntimos que a autora soube transformar em poesia da mais alta qualidade.

Algumas das suas obras:
     
      Livro de Mágoas, Lisboa, Tipografia Maurício, 1919.
     Livro de Sóror Saudade, Lisboa, Tipografia A Americana, 1923.
    Charneca em Flor, Coimbra, Livraria Gonçalves, 1931.
    As Máscaras do Destino. Contos, 1ª ed., Porto: Editora Marânus, 1931.




Mês de janeiro


  Neste mês de janeiro, e no início de um novo ano, a Biblioteca Escolar decidiu dedicá-lo ao SUCESSO, algo pelo qual nós devemos lutar, ainda que, por vezes, pelo caminho nos surjam alguns constrangimentos.

     Como autor do mês homenageamos Joanne Rowling , uma mulher que lutou bastante para atingir o sucesso que hoje vive. 
     Depois de se tornar famosa com as suas obras dedicadas sobretudo ao público juvenil, através da literatura fantástica, decidiu também brindar os adultos com a obra Uma morte súbita


J.K.ROWLING

Data de nascimento - 31 de julho de 1965  Local de nascimento -  Yate, Inglaterra
Ocupação – Escritora (literatura fantástica)



Não são nossos talentos que mostram aquilo que realmente somos, mas, sim, as nossas escolhas.

J. K. Rowling


Algumas das suas obras:

Harry Potter e a Pedra Filosofal - 1997
Harry Potter e a Câmara dos Segredos - 1998
Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban - 1999
Harry Potter e o Cálice de Fogo - 2000
Harry Potter e a Ordem da Fénix - 2003
Harry Potter e o Príncipe Misterioso - 2005
Harry Potter e os Talismãs da Morte - 2007
Animais Fantásticos e Onde Habitam - 2001
Quadribol Através dos Séculos - 2001
Os Contos de Beedle, o Bardo - 2008
Uma Morte Súbita - 2012

 Nota: Foi durante os cinco anos que viveu no Porto, em Portugal, que deu início ao primeiro volume das aventuras de um jovem aprendiz de feiticeiro, Harry Potter.




Morte Súbita
   «Um romance imponente, ambicioso, brilhante, profano, divertido, profundamente perturbador e eloquente. Um livro bastante comovente pela mão de alguém que compreende a um nível profundo e não só os seres humanos mas também a essência do romance.»

                                                                                                                                            Time Magazine







Mês de dezembro


Neste mês de Natal, em que se celebra a Solidariedade, a Biblioteca Escolar decidiu homenagear Jean de La Fontaine, grande escritor francês conhecido pelas diversas fábulas com críticas de moral.

É considerado o pai da fábula moderna, sobre a qual declarou: "É uma pintura em que podemos encontrar nosso próprio retrato". 
De destacar a sua grande obra, Fábulas. 






Data de nascimento - 8 de julho de 1621
Local de nascimento - Château-Thierry, Champagne, França
Data de falecimento -13 de abril de 1695 (73 anos), França
Ocupação - Escritor (poesia  e fábulas)







"Há que, na medida do possível, prestar favores a toda a gente: quantas vezes não precisamos de quem é menos do que nós."

Escreveu e reeditou muitas fábulas, entre elas, algumas de Esopo:

A Lebre e a Tartaruga
O Homem
o Menino e a Mula
O Leão e o Rato
O Carvalho e o Caniço
A Reunião dos Ratos
A Gansa dos Ovos de Ouro (e não a galinha)
A Cigarra e a Formiga
A Raposa e as Uvas
O Pavão Invejoso




Mês de novembro

Um grande e singular poeta, um contador de histórias, ditas infantis ou juvenis, de rara inventiva, o mais notável cronista português: Manuel António Pina. Íntimo da morte, na viva pulsação e plenitude dos seus versos, aquela levou-o no dia 19 de outubro(...)
In Visão, 25 de outubro 2012

A Biblioteca Escolar decidiu homenageá-lo desta forma: Autor do mês de novembro


MANUEL ANTÓNIO PINA



Nascimento: 18 de novembro de 1943
                      Sabugal, Portugal



 Morte: 19 de outubro de 2012(68 anos)
              Porto, Portugal



Nacionalidade: portuguesa



Ocupação:escritor, jornalista, cronista











Prémios: Prémio Camões 2011; 


               1978-Prémio de Poesia da Casa da Imprensa;

               1987-Prémio Gulbenkian; 



               1988-Menção do Júri do Prémio Europeu Pier Paolo Vergerio da Universidade de   Pádua, 

                        Itália; 


               1988-Prémio do Centro Português para o Teatro para a Infância e Juventude;



               1993-Prémio Nacional de Crónica Press Club/Clube de Jornalistas;



               2002-Prémio da Crítica, da Secção Portuguesa da Associação Internacional de

                        Críticos Literários; 



               2004-Prémio de Crónica 2004 da Casa da Imprensa; 

               2004-Prémio de Poesia Luís Miguel Nava 2003;
               2005-Grande Prémio de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores/CTT.

A um Jovem Poeta



Procura a rosa. 

Onde ela estiver 
estás tu fora
de ti. Procura-a em prosa, pode ser 

que em prosa ela floresça 
ainda, sob tanta 
metáfora; pode ser, e que quando 
nela te vires te reconheças 

como diante de uma infância 
inicial não embaciada 
de nenhuma palavra 
e nenhuma lembrança. 

Talvez possas então 
escrever sem porquê, 

evidência de novo da Razão 

e passagem para o que não se vê. 

Manuel António Pina, in "Nenhuma Palavra e Nenhuma Lembrança"






Alguma da sua tão vasta obra:

1973 - "O país das pessoas de pernas para o ar"




1976 - "O têpluquê"

1981 - "A lâmpada do quarto? A criança?"

1984 - "História com reis, rainhas, bobos, bombeiros e galinhas"
1987 - "O inventão"
1991 - "Um sítio onde pousar a cabeça" 
1994 - "O anacronista"
1998 - "Aquilo que os olhos vêem, ou O Adamastor"
1999 - "Nenhuma palavra, nenhuma lembrança"
2001 - "Pequeno livro de desmatemática" 
2002 - "Perguntem aos vossos gatos e aos vossos cães"
2003 - “Os livros”

2004 - "O cavalinho de pau do Menino Jesus"

2005 - "Queres Bordalo?"
2007 - "Dito em voz alta"
2008 - "Gatos"
2009 - "História do sábio fechado na sua biblioteca"
2010 - "Por outras palavras e mais crónicas de jornal" 
2011 - "Como se desenha uma casa"
2012 - "Todas as palavras /Poesia reunida" 



Mês de outubro




Nome completo: Adolfo Correia da Rocha                

Pseudónimo: Miguel Torga

Nascimento: 12 de Agosto de 1907
Vila Real, Portugal

Morte: 17 de Janeiro de 1995  (87 anos)
Coimbra, Portugal

Nacionalidade: Portuguesa

Ocupação: Poeta, Médico e Escritor
                                                                                               

                                                                                  http://www.citador.pt/frases/citacoes/a/miguel-torga


A OBRA DE MIGUEL TORGA:
A obra de Torga tem um carácter humanista: criado nas serras trasmontanas, entre os trabalhadores rurais, assistindo aos ciclos de perpetuação da natureza, Torga aprendeu o valor de cada homem, como criador e propagador da vida e da natureza: sem o homem, não haveria searas, não haveria vinhas, não haveria toda a paisagem duriense, feita de socalcos nas rochas, obra magnífica de muitas gerações de trabalho humano.

PRÉMIOS:

·        1969 - Prémio do Diário de Notícias.
·   1976 - Prémio de Poesia da XII Bienal de Internacional de Poesia de Knokke-Heist (Bélgica). 
·      1980 - Prémio Morgado de Mateus, ex-aecquo com Carlos Drummond de Andrade
·       1981 - Prémio Montaigne da Fundação Alemã F.V.S.
·       1989 - Prêmio Luso-Brasileiro Luís de Camões 
·       1991 - Prémio Personalidade do Ano.
·       1992 - Prémio Vida Literária da Associação Portuguesa de Escritores.
·       1993 - Prémio da Crítica, consagrando a sua obra.




Sem comentários :

Enviar um comentário